quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Olheiras profundas - Tem cura? Qual produto usar


Fonte - Falandodepele.blogspot.com.br




Olá gente amiga tudo bem,

Não tem um dia na face da terra em que eu não receba pedidos de algum produto bom para tratar olheiras escuras. Eu sempre fico querendo achar esse  produto para mostrar a vocês e acho que o dia chegou mas antes eu peço gentilmente que leiam esse post.

O texto a seguir veio da fonte sinalizada no canto superior esquerdo e relata exatamente o que são olheiras ou como são chamadas pelos dermatologistas "hipercromia cutânea periorbital"

Vamos lá:


Os olhos são o centro das atenções na comunicação, e a "olheira" dificilmente passa apercebida. Embora a olheira seja uma mera diferença de cor entre a pele palpebral e o restante da pele facial, ela pode provocar importante impacto na qualidade de vida, proporcionando à face de quem a possui aspecto de cansaço e de envelhecimento. 


A hiperpigmentação periorbital ( olheira ) parece apresentar causa multifatorial, envolvendo fatores intrínsecos, determinados pela genética do indivíduo, e fatores extrínsecos, tais como exposição solar, tabagismo, etilismo e privação do sono.


Existem dois tipos de olheiras: as de etiologia predominantemente vascular e as de etiologia predominantemente melânica. A maioria, porém, possui componente misto causado pela associação dos pigmentos melanina e hemossiderina.

As olheiras de etiologia predominantemente vascular têm padrão de herança familiar autossômica dominante. Costumam aparecer mais precocemente, ainda na infância ou na adolescência. São mais comuns em pessoas de grupos étnicos como árabes, turcos, hindus, ibéricos. O diagnóstico dessa modalidade de olheiras é feito tracionando-se a pálpebra inferior para melhor visualização por transparência dos vasos sob a pele.

As olheiras de etiologia predominantemente melânica ocorrem mais em pacientes com a pele mais morena,  podendo, entretanto, manifestar-se em pacientes  mais claros, geralmente mais idosos, como consequência de exposição solar excessiva e cumulativa.


Por que as olheiras não tem cura e apenas amenizam como o tratamento? 

Porque não é uma doença. É um fenômeno fisiológico normal que ocorre, dentre outros fatores, porque a pele palpebral é a mais fina do corpo, com espessura total menor que 1 mm.  Essa pele delgada, associada à escassez de tecido gorduroso, confere a região da pálpebra uma translucência característica e consequentemente, o acúmulo de melanina (proveniente, dentre outras causas, da exposição solar) e a dilatação dos vasos, que leva a liberação de hemossiderina, são facilmente visualizadas através da pele, por transparência. A pálpebra é muito vascularizada e é um fenômeno fisiológico normal a saída de parte dos sangue de dentro dos vasos para se depositar na derme.


O envelhecimento piora a olheira porque  leva à frouxidão e à flacidez palpebral que chama ainda mais a atenção para o aspecto inestético das olheiras. Além disso, a exposição solar excessiva, causando aumento da pigmentação, diminuição da espessura da pele e o aumento dos vasos no local, pode ser significativo fator agravante para as olheiras. 


A maioria dos tratamentos tópicos usados consiste basicamente na aplicação de protetores solares a cada 4horas associado ao uso de produtos despigmentantes (vitamina C, vitamina E, vitamina K1, ácido azelaico, ácido fítico, ácido kójico, arbutin, biosome C, fosfato de ascorbil magnésio, ácido tioglicólico, hidroquinona, haloxyl).




O tratamento visa amenizar e não curar a olheira



É aí que agente entra com esse produto a base de ácido tioglicólico puro + haloxyl rollon 15g
Mas atenção !!!!! o produto tem cheiro ruim pois o ácido tioglicólico é puro e não tem cheiro bom não. 




olheiras, tratamento para olheiras, ácido, escurecimento da pálpebra, olheiras profundas



Ativos do produto: 


Haloxyl - É um ativo antiolheira composto por crisina, N hidroxisuccinimida (NHS) e matrikinas - peptídeos liberados por proteólise de macromoléculas da matriz extracelular. As matrikinas estimulam a síntese dos componentes da matriz extracelular (MEC) reforçando o tônus palpebral, a crisina e o N- hidroxisuccinimida agem como quelantes de bilirrubinad e ferro, respectivamente, diminuindo a pigmentação local.



Ácido Tioglicólico- É um despigmentante de odor desagradável, indicado para hipercromia com componente vascular predominante, por ter a capacidade de absorver o óxido de ferro da hemoglobina, suavizando bastante as olheiras. 

Bem, o produto está a venda em nossa loja no facebook AQUI 

Tem frasco rollon de 15g custa R$ 49,90


Muito obrigada por tudo,
Bjs da Moa. 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mause